PUBLICIDADE

Topo

Nina Lemos

Tem coisa mais normal que namoro ioiô? Não se você é #Brumar

Nina Lemos

03/01/2018 04h00

Bruna e Neymar, ou melhor: #Brumar (Foto: Divulgação)

Acabo de ler a seguinte notícia: "Neymar e Bruna Marquezine já estavam juntos desde o Natal". A tal reportagem fez uma "investigação" e concluiu isso. Como? Bruna teria recebido uma família de refugiados em casa para as festas. E Neymar publicou uma foto onde a mesma família aparece. Elementar, não?

A volta do namoro entre o jogador de futebol e a atriz – que teria acontecido, segundo os registros no Instagram, no Réveillon – abriu as porteiras do surrealismo.  A teoria rocambolesca que tenta provar que eles já estavam juntos escondidos da gente (como ousam?) foi só uma delas.

Famosos opinam, especialistas analisam o caso surpreendente de um casal terminar e voltar várias vezes. Como se isso fosse realmente uma coisa de outro mundo. Espera! Quem nunca teve um namoro ioiô na vida? Quem nunca teve 20 e poucos anos, talvez…

Nunca fale mal do ex da sua amiga. Eles podem voltar

Tem coisa mais normal do que ir, voltar, separar, encontrar e acabar ficando de novo? Quem não tem um casal de amigos que vive fazendo isso e faz a gente pensar: "ah, sei…", quando eles dizem que se separaram de vez?

Sabe aquela amiga que sempre diz que terminou para sempre com alguém? Funciona assim, você consola, passa uma noite com ela chorando (de quebra acaba falando mal do cara) e uma semana depois ela vem te falar que eles estão juntos de novo. Pois esses são Bruna e Neymar.

Olhando para a história deles lembro de um conselho valioso da minha mãe. "Não fale mal do ex da sua amiga para ela quando eles terminarem. Depois eles voltam e você fica com cara de trouxa." Amigas, guardem esse conselho. Ele pode te tirar de várias saias justas. Anotem, amigos de Bruna e Neymar.

(Foto: Reprodução/Instagram)

Bloqueia o ex. Adiciona o ex

Outra notícia que encontrei sobre a volta do casal: "depois do ano novo, Bruna volta a seguir Neymar nas redes sociais". Mas gente! Estranho seria se fosse diferente. Dar block em ex depois do fim para tentar esquecer (e ver as fotos dele entrando no celular de uma amiga em momentos de recaída) é uma coisa básica na vida de quem namora.

Tudo normal. Fora do normal é ser Neymar, a celebridade brasileira mais famosa mundialmente do momento. Chegue em um país distante e fale o nome de Michel Temer. Depois, tente com Neymar. "Ah, Brasil, terra do Neymar", ouço desde que decidi morar na Alemanha.

O encontro dele com uma atriz "namoradinha do país" não poderia ser "normal" como se eles fossem apenas dois jovens de 20 e poucos anos tentando, acertando, errando. Quando sua amiga que sempre diz que "agora acabou tudo de verdade, eu juro!" volta para o ex, os amigos em comum no máximo dão aquela risadinha de "eu sabia".

No caso de #brumar (que até um nome de casal tem) o assunto vira debate na rua, no salão de cabeleireiro e nos programas vespertinos da TV.

Mas sabe o que é o melhor disso tudo? Parece que eles nem ligam para o que vocês estão aí especulando. Certos eles.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Nina Lemos é jornalista e escritora, tem 46 anos e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance “A Ditadura da Moda”.

Sobre o blog

Um espaço para falar sobre a vida das mulheres com mais de 40 anos, comportamento, relacionamentos, moda. E também para quebrar preconceitos, criticar e rir desse mundo louco.