PUBLICIDADE

Topo

#Lookdodia? Blogueiras de moda ostentam vida de luxo na quarentena

Nina Lemos

04/05/2020 09h00

Instagram/ Reprodução

Filas na Caixa Econômica Federal em busca do auxílio emergencial, hospitais colapsando e muita incerteza em relação ao futuro. Essa é a realidade do momento, certo? Em um mundo paralelo isso parece não existir. As roupas são de grife, o isolamento social é feita em casas luxuosas e as mesas postas com louças e uma decoração que mais parece de uma família real. As "princesas" em questão são as blogueiras de moda do Brasil, que viraram referência de estilo e recebedoras de boa parte das verbas de publicidade das marcas nos últimos anos.

Essas influenciadoras ganham a vida mostrando glamour, riqueza, closets, penteados, festas de luxo e viagens pelo mundo. Em tempos de quarentena, elas continuam fazendo a mesma coisa, só tirando a parte das viagens. 

Veja também:

Na falta de eventos, fazem jantares de luxo em casa.  Olhar o Instagram, a plataforma onde elas mostram seus estilos de vida (e ganham dinheiro anunciando produtos), parece uma viagem a um mundo paralelo. 

Camila Coelho, uma das blogueiras mais famosas do Brasil,  vive em Los Angeles e compartilhou essa semana com seus 8,8 milhões de seguidores um piquenique de luxo nos jardins de sua casa, com cachos de uva e frutas dignos de uma produção de filme sobre a monarquia. 

Na falta de eventos ou de viagens, essas blogueiras milionárias postam "looks do dia" em casa. Sim, muito delas se arrumam, colocam jóias, salto alto. As peças de grife continuam presentes. A blogueira paulistana Camila Quintão, por exemplo, outro dia postou uma foto tomando sol, bem "simplinha", com uma sandália Valentino dentro de casa…

Ver essa foto no Instagram

 

Garantindo a minha dose diária de vitamina D na poltrona do quarto ☀️ #sotd #quarentena #quarentinelife

Uma publicação compartilhada por Camila Quintão Santiago (@camilaquintao1) em

"Pós-quarentena"

Por que tanto post de look se não podemos nem sair de casa? Bem, porque esse é o negócio delas, que não parou. Mas estamos comprando? Não. E a maioria de nós está preocupada com a crise econômica, com o futuro e não se atreveria a gastar comprando roupa mas…. os negócios têm que (tentar) continuar.

Em suas casas de luxo, elas tentam dar sequência a esse mundo postando peças que segundo elas, "elevam o astral". Outra alternativa é  apostar na "pós-quarentena" e compartilhar fotos com roupas que "pretendem usar quando tudo isso acabar."

Uma pequena dose de realidade: não vai acabar tão cedo. Festinhas para "ir com penteado que combina com vestido de noite" não vão acontecer pelo menos até o ano que vem. Só depois de uma vacina a qual todos tenham acesso, é que as pessoas poderão voltar a fazer festas.

Mas no mundo dessas blogueiras, essa realidade assustadora parece não existir. Lala Rudge, uma das blogueiras mais famosas do Brasil, tem feito sucesso entre seus 1,6 milhão de seguidores com dicas de penteados e maquiagens para esse pós que ninguém sabe quando e nem como vai ser. 

Tanto luxo em um momento tão difícil parece um certo deslocamento da realidade, chega a ser chocante. Agora, será que isso ainda vai continuar vendendo? Não pega mal, no meio de tanta dor e miséria ostentar desse jeito? 

Ver essa foto no Instagram

 

O casaqueto mais lindo dos últimos tempos @bynv @nativozza ❤️

Uma publicação compartilhada por Lala Trussardi Rudge (@lalarudge) em

"A primeira leitura que faço quando vejo essas imagens é de completo anacronismo", diz o comunicólogo e consultor de moda Jackson Araújo. E completa: "Nesse mundo que se configura com isolamento social, a distância, a solidão doméstica e o medo de perder fontes de renda como efeitos cascata da pandemia são fatores que não parecem estar sendo levados em conta por elas. Estão tomadas de pânico de perder o status quo conquistados por likes", diz.

O momento, segundo ele, devia servir para reflexão. "É no mínimo desumano pensar que podemos prosseguir postando nossos pratos fartos de comida (quando tem gente com fome!) e nossas piscinas ensolaradas (quando tem gente que sequer tem água para lavar as mãos), de roupas de luxo (quando o que queremos agora é um bom moletom velho para abraçar nosso corpo triste)."

Quanto ao futuro, a tal "pós-quarentena", Jackson Araújo diz: "Sinto avisar que não vai haver volta à realidade. As mazelas que estavam todas maquiadas agora estão expostas", diz.

Cabe ver se o "exibicionismo ostentação" vai entender isso…

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Nina Lemos é jornalista e escritora, tem 46 anos e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance “A Ditadura da Moda”.

Sobre o blog

Um espaço para falar sobre a vida das mulheres com mais de 40 anos, comportamento, relacionamentos, moda. E também para quebrar preconceitos, criticar e rir desse mundo louco.