Topo
Nina Lemos

Nina Lemos

"Eu não quero um relacionamento!", ele diz. E quem disse que a mulher quer?

Nina Lemos

24/07/2019 04h00

 

Emilia Potapczuk diz que ri para não chorar: "Eu também não quero namorar" (Arquivo pessoal)

"Você está pensando o quê? Que a gente vai casar?". A analista de sistemas Bianca, de 32 anos, ouviu isso aos berros. E não foi de um namorado com quem estava há anos, mas de um cara que tinha conhecido há cerca de cinco horas pelo Tinder.

"Nos falamos, ele me levou para jantar, fomos para um bar, uma festa, nos beijamos. Na festa, ele ficava desaparecendo. Em uma das vezes em que ele sumiu, fui atrás dele. Ele estava em uma roda com várias mulheres. Peguei meu casaco para ir embora e ele veio me perguntar onde eu ia. "Disse que ia embora, que ele não estava sendo legal." Foi aí que ela escutou:  "você está pensando o quê? Que a gente vai casar?" Bem, Bianca ficou pasma, claro.

Veja também

Não são poucas as mulheres que reclamam da mesma coisa. Você está saindo com um cara (no caso, só por diversão, para ver o que dá) e ele, do nada (ou em um momento em que se sente acuado), já vai dizendo: "olha, eu não quero me envolver, não vamos namorar!" Partindo sempre do princípio, claro, de que a mina está louca para namorá-lo (esse irresistível).

Seria isso um excesso de autoestima que faz com que alguns homens achem que todas mulheres querem namorá-los

Bianca acha que sim. Alguns meses antes, algo parecido já havia acontecido com ela. "Eu estava saindo com um cara havia algumas semanas. Um dia, estava viajando e recebi uma mensagem dele perguntando quando eu voltava. Bem, quando voltei, escrevi para ele de novo e comecei com um "e aí, sumido?". Ele me respondeu que eu não devia criar expectativas, que ele não estava querendo ter um relacionamento. Mas quem disse para ele que eu estava? Eu, inclusive, não estava." 

Bianca mandou uma mensagem falando que o comportamento dele era patético e que era ridículo esse padrão de certos homens. "Cansei e resolvi ser sincera, chamei de 'macho que acha que mulher sempre quer casar'." 

Autoestima delirante

Os sujeitos que acham que mulheres sempre querem namorar viraram tema de uma série de desenhos na mão da cartunista "Estar morta", que prefere não revelar sua identidade, mas é uma menina heterossexual de 30 e poucos anos que mora em São Paulo. Em seu Instagram e seu site, as tiras que fazem mais sucesso falam desse tipo de homem.

Em uma delas, um cara está dizendo: "eu nunca mais vou querer um relacionamento." A mulher responde: "ótimo, eu também não!" Em outra série do trabalho, um sujeito está com ela na cama e diz que não quer se envolver. Ela responde: "tudo bem, a gente tá só trepando " .

Ver essa foto no Instagram

 

Não dá certo. . #comics #humor #cartoon #quadrinhos #hq #relacionamento #love #amor #diadosnamorados #tirinhas

Uma publicação compartilhada por estarmorta (@estarmorta) em

 "Não sou uma pessoa que gosta de namorar e não penso em casar. Prefiro ter relacionamentos mais baseados em sexo com amizade. Mas, claro, sempre chega uma hora que os homens, com sua autoestima delirante, vem avisar que não querem um relacionamento comigo. E são casos em que definitivamente eu não quero. Uns caras que até trato meio mal.  Acho que é um jogo, eles têm que sentir que o 'não querer' vem deles", ela conta. 

Para lidar com a situação, ela tem escrachado os caras. "Eu falo a verdade: 'eu, hein, quem disse que eu iria querer te namorar, se olha no espelho'. Acho que minha missão é tentar quebrar essa autoestima". A gente não pode ser boazinha o tempo todo. E, no caso dela, pelo menos, ela se inspira.

A produtora Emilia Potapczuck certa vez recebeu um convite esquisito. "Tinha saído com um cara. Foi ok, mas também não foi nada demais. Ele me mandou uma mensagem de áudio me chamando para sair de novo que dizia, juro por deus, 'quero sair com você de novo, mas saiba que eu não quero me envolver emocionalmente, espero que você não se apegue'." Ela declinou o convite e deu risada da situação.

"Acho que eu rio para não chorar, porque sou uma mulher de 36 anos, experiente, mãe solteira… Será que acham que eu não sei a diferença entre relacionamento e sexo casual? E porque eles acham que eu quero casar? E, se quisesse, por que seria com eles?"

O lado deles

Comentei esse assunto no Facebook. Um amigo se interessou pelo tema e disse que já havia feito isso direto. "Mas por quê?", perguntei. "Ah, porque eu passei um ano e meio com depressão e não estava pronto para um relacionamento mesmo", ele disse. E achava que era melhor ser claro e falar a verdade. Ou seja, ele não estava com síndrome de autoestima delirante, ele só estava sendo sincero. 

Leitoras, pensem que existem exceções quando um cara disser "não vou namorar" logo de cara. 

E… as mulheres fazem o mesmo e acham que todos os caras querem namorar? Provavelmente algumas. Mas pesquisas empíricas mostram que a autoestima gigante costuma ser maior entre os homens. E que a fama de querer casar, em geral, cai nas mulheres (sim, muitos homens querem casar, mas não é o que a sociedade vende). Falo isso por experiência e baseada nos relatos ouvidos de amigas por mais de 30 anos.

Ainda nos anos 2000, quando com amigas fazia um site aqui no Uol chamado "02 Neurônio", escrevi sobre os caras que sofriam da "Síndrome de Brad Pitt". Esse era um delírio que fazia com que caras que não eram grandes coisas, ou eram, sei lá, normais, agissem como se fossem astros de Hollywood, galãs que todas as mulheres do mundo queriam. 

Pelo jeito, a síndrome continua firme e forte. Então, fica o aviso, queridos: mulher gosta, sim, de fazer sexo casual. Mulher não quer sempre casar. E, no caso, que fique claro, não é toda mulher do mundo que quer casar com você.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Nina Lemos é jornalista e escritora, tem 46 anos e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance “A Ditadura da Moda”.

Sobre o blog

Um espaço para falar sobre a vida das mulheres com mais de 40 anos, comportamento, relacionamentos, moda. E também para quebrar preconceitos, criticar e rir desse mundo louco.

Nina Lemos