Topo

Karina Bacchi faz reality sobre fertilização. Expor intimidade tem limite?

Nina Lemos

18/11/2019 04h00

Reprodução Instagram

Qual o limite da exposição de privacidade em tempos de Facebook, Youtube, e Stories do Instagram? Bem, os limites parecem ter sido ampliados. Depois dos realities feito por famosos e anônimos mostrando nascimento de filhos, cirurgias plásticas etc, agora tem gente indo mais longe (ainda).

A atriz Karina Bacchi e o marido, o jogador de futebol Amaury Nunes, estrearam no início do mês um reality sobre as tentantivas da atriz de engravidar do segundo filho, mostrando o longo processo de fertilização in vitro a que a atriz tem se submetido, tudo com detalhes. 

Veja mais

O programa, "Família Bacchi", é exibido no programa "A Tarde é Sua" da  Rede TV e no canal da atriz no Youtube. No teaser, o tema já fica claro: "uma família unida vai fazer de tudo para trazer um irmão para Enrico." 

Enrico é o filho de Karina, uma das crianças famosas mais queridas da internet. Sua história também é interessante e, usando uma palavra da moda, "inspiradora". Karina engravidou solteira, de um doador anônimo, e conheceu o atual marido logo que o filho nasceu. Os dois casaram, e Enrico foi adotado pelo seu atual marido. Sim, parece um filme com final feliz. Ótimo. A família é linda mesmo. 

Mas, agora esse outro capítulo da vida deles está sendo dividido conosco,  E, o que vemos no reality? Ficamos sabendo, por exemplo, que Karina vai partir para o quarto processo de fertilização (os outros três não foram exibidos), que ela teve que tirar as trompas, assistimos à sua consulta com a médica, que explica detalhes sobre sua condição para engravidar (existe coisa mais íntima que falar de seus óvulos e níveis hormonais?).

"Será que ela vai conseguir?",  é perguntam os telespectadores. Os novos capítulos devem mostrar ainda mais detalhes, envolvendo o processo da fertilização em si.

A fórmula faz sucesso. O episódio em que ela faz a consulta médica e conta para a sua mãe que fará uma nova tentativa de engravidar tem mais de 600 mil vizualizações no Youtube.  Será que esse é o começo de uma nova moda? Depois da moda dos realities de cirurgia plástica teremos os de concepção de filhos? Pode ser.

 Publipost de teste de gravidez 

Exposição de nascimento e gestação já viraram uma espécie de negócio rentoso para os famosos (epa, ninguém aqui está falando que essas crianças não são esperadas e amadas, claro que são, mas se lucra, também).

Você nunca reparou, por exemplo, que vários famosos exibem testes de gravidez em redes sociais enquanto fazem "publi editorial" (propaganda de marcas), ou seja, divulgam uma marca específica de teste? Sim, os bebês já são expostos antes mesmo de nascerem, enquanto ainda são embriões. 

Se a atriz está errada? Bem, cada um faz o que quer. Mas refletir sobre os limites da exposição da nossa intimidade (e todos fazemos isso, inclusive nós que não somos famosos) é importante.  Nós, adultos, nos expomos porque queremos. Agora, as crianças (ou os embriões!) não disseram "sim, eu quero aparecer". Será que elas vão gostar de ver o processo de como foram gerados? 

Recentemente, Xuxa fez uma declaração interessante. Ela disse que se arrepende de ter exposto a filha quando ela era pequena.

Sim, o nascimento de Sasha foi exibido no Jornal Nacional. Na época, parecia que aquilo era o mais longe que chegaríamos de exposição de intimidade. Foi um escândalo. Hoje, parecemos ingênuos de termos nos chocado com aquele fato. E, ainda assim, Xuxa acha que deveria ter preservado mais a filha. Karina, e todas as celebridades que expõem seus filhos poderiam pensar no conselho da rainha. 

Quanto aos limites, ficam algumas apostas. Casais fazendo sexo para tentar engravidar? Homem mostrando para as câmeras detalhes de sua vasectomia? Reality que mostra quando vamos ao banheiro? Bem, cada um sabe o seu limite. A nós, espectadores desses tempos, fica a sensação de que privacidade é uma coisa que… simplesmente, não existe mais. E deve fazer falta.

Sobre a autora

Nina Lemos é jornalista e escritora, tem 46 anos e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance “A Ditadura da Moda”.

Sobre o blog

Um espaço para falar sobre a vida das mulheres com mais de 40 anos, comportamento, relacionamentos, moda. E também para quebrar preconceitos, criticar e rir desse mundo louco.

Nina Lemos